Chegámos à Austrália! Tudo sobre a viagem!

by Maria Pessanha

34 horas entre aviões e aeroportos com um bebé de 18 meses que correram muito melhor do que esperava!

A ansiedade era muita! Como vai ser, onde vai dormir, será que vai chorar, será que vai gostar? E as horas? E o jet lag?  E os ouvidos? Não vale a pena sofrermos com antecedência! Temos de encarar a realidade e tentar contorná-la da melhor forma. Deixo-vos algumas dicas que espero que ajude quem vai passar pelo mesmo!

 

1. A segurança! Quando viajamos com um bebé temos de garantir que pensamos em tudo. Por isso comprei-lhe uma pulseira de identificação (compre aqui) com o nome e contacto para se o Martim se perdesse e uma mochila com um arnês que deu o maior jeito (da Skip Hop comprei aqui). Os aeroportos são uma confusão, tanta gente! O Martim está numa idade em que corre sem parar e sem olhar para trás. Basta às vezes um segundo de distração para o perdemos de vista. Nem quero pensar o pânico. A mochila, além de ser linda, cabe as coisinhas dele como a chupeta e o coelhinho e tem o arnês que podemos usar ou não. À frente aperta com um fecho para que eles não consigam tirar. Assim conseguimos garantir que estavam sempre ao nosso lado. Viam-se muitas crianças com isto!

 

2. Reservar sempre os lugares mais espaçosos e com a possibilidade de colocar o berço! Acho que é sem dúvida a mais importante! Os nossos lugares eram nas paredes que separam as cabines e eram óptimos! Tinha imenso espaço para brincar, espalhou o brinquedos e adorou estar lá. Além de poder estar em pé e andar à vontade! Não consigo imaginar fazer esta viagem no espaço normal de um assento com ele sempre em cima de nós. Acho que foi um dos motivos porque correu tão bem! Ele parecia que estava em casa! Além disso, como esses lugares são a maior parte das vezes usados por pessoas com bebés eles ainda têm companhia para brincar, e as pessoas são muito mais compreensivas.

 

3. Esquecer as rotinas! É impossível conseguir que comam nas horas certas, que façam a sesta quando devem, que durmam quando achamos que têm de dormir… Ele é que vai decidir!

 

4. Tablets e muitos brinquedos! Levamos os favoritos dele, puzzles, carrinhos, brinquedos de encaixar e o tablet da Chicco! Comprámos mesmo antes de vir e foi um enorme sucesso! Tem jogos girissimos e muito didáticos. Além das aplicações de aprendizagem com os animais, dos ebooks e da possibilidade de ter imensos vídeos! Comprei um cartão de memória de 32gb que carreguei com imensos episódios da Masha e do Urso, Panda, Ruca, Músicas, etc. Acreditem valeu imenso a pena! Desta forma ele deixou de usar o nosso telefone e podemos ainda controlar o que pode ou não fazer. Na parte de criança não tem acesso à internet mas se iniciarmos com o nosso login (dos pais) é um tablet normal. O tempo também pode ser limitado por nós. Foi mesmo uma boa compra.

 

5. Bolachinhas e snacks! Super entretido a comer, o tempo vai passando. Bolachinhas bio, bolachas de arroz, Maria Bio, e outras. Convém levar uma caixa para que depois não andem espalhadas.

 

6. Sejam criativos! Às vezes são as coisas mais simples que eles mais gostam! Os brinquedos tipo uma fita métrica que ele adora, um copo com uma colher, umas canetas, coisas tão básicas mas que funcionam tão bem. É preciso é paciência e imaginação!

 

7. Sejam super simpáticos com toda a gente! Vizinhos de lugar e hospedeiras!

Saímos de Portugal às 13h30 em direcção ao Dubai, supostamente 6h30 de viagem que se transformaram em 7h30. Demos-lhe o almoço (levei sopa e comida que tinha feito no dia anterior) já no avião, brincou durante uma hora e depois quis dormir. Peguei nele ao colo, fui para o espaço das saídas de emergência e ele adormeceu bem rápido. Depois pedimos o berço. No início não queriam dar pois ele já era grande mais, mas lá batemos o pé e conseguimos! Realmente ele já não cabia muito bem, mas ia melhor ali do que ao nosso colo todo torto cheio de calor! Deitado no berço dormiu quase 2h. Acordou super bem disposto, lanchou o iogurte que tínhamos levado e mais brincadeira! O tempo voou! O pior foi mesmo quando estávamos a chegar ao Dubai que estava imenso tráfego e tivemos que aguardar 1 hora para aterrar, com ele ao colo porque já era obrigatório estar de cinto. Valeu-nos o tablet!

 

Chegamos ao Dubai era 1h da manhã (hora local) e começamos a acusar algum sono e cansaço. Tinha levado vários boiões da baby bio com sopas, refeições e fruta. Para aquecer os boiões no aeroporto foi um filme! Ninguém tinha microondas, tivemos de deixar em banho maria dentro de um copo. O que vale é que ele não gosta muito quente por isso! De seguida fomos pô-lo a dormir! Para minha surpresa descobrimos uma kids zone com fraldários e parques com brinquedos! Era uma espécie de uns mini quartos com dois sofás e porta que dava para fechar! Transformamos o parque num berço com as mantas que tínhamos trazido do avião e ele adorou! Dormiu quase 5h. O que mais custou foi mesmo acordá-lo para o próximo voo. Supostamente ele não podia dormir ali mas nós apelamos ao coração da senhora que estava à porta e ela lá deixou! 😉 Dormiu ele e nós!

 

No voo para Sidney eram 13 horas e era aquele que eu tinha mais medo. Entramos no avião e depois de comer a papa adormeceu durante quase 1h. Tivemos a sorte de ir com um casal com um filho da mesma idade por isso foi óptimo para eles! Brincaram imenso! Neste segundo voo não queriam mesmo deixar o berço, pois diziam que estava em causa a segurança etc etc, mas tanto insistimos que conseguimos! Depois de algumas horas acordado e de muita actividade (subir e descer as escadas do primeiro andar) almoçou e pensamos nós que ia dormir. Demos-lhe uma colher de Atarax para que dormisse melhor e mais tempo. Adormeceu e passado 1h40 acordou! Que ERRO! O efeito foi o contrário! Já me tinham avisado que podia acontecer e aconteceu! A morrer de sono e não adormecia! 6 horas! Foi horrível! Não chorava nem nada mas não adormecia por nada! Fechava os olhos e voltava a abrir! Acabamos por desistir e deixá-lo a brincar. Quando faltavam 2 horas para aterrar adormeceu profundamente no meu colo.

 

Chegámos a Sidney ele com muita fome e sono à mistura mas com pressa para apanharmos o próximo avião não deu sequer para mudar a fralda. Mal viu o avião foi a correr todo contente lá para dentro! Era um voo curtinho de 1h que passou a correr. À chegada adormeceu mal o pus no carrinho e lá ficou durante 3 horas! Chegamos a casa eram 10h da manhã, fomos à praia e tentámos aguentar o máximo tempo acordados! Mas Às 17h atingimos o limite e adormecemos! Acordamos às 21h para jantar e voltamos para cama! Às 5h30 amanheceu e com o jet lag já estávamos todos acordados!

 

O balanço foi super positivo e fiquei mesmo muito orgulhosa do Martim. Portou-se muito bem, não chorou nem fez birras, adaptou-se lindamente! Percebes que fizeste um bom trabalho quando passageiros te dão os parabéns pelo teu filho sempre bem disposto!

Agora é aproveitar ao máximo a Austrália! Temos feito várias insta Stories, que podem ver e acompanhar no Instagram! Sigam-nos!

Cannot get other user media. API shut down by Instagram. Sorry. Display only your media.

 

 

 

 

You may also like

Leave a Comment