Sobre ti, pai do Martim

by Maria Pessanha

O amor é assim, pelo menos para mim! ❤

No dia em que nasceu o Martim nasceu também o pai do Martim. Um pai incrível que o embalava nos braços cantando sem saber cantar. Que fazia rimas que me faziam rir às gargalhadas mesmo quando me apetecia chorar. Que mudava fraldas com a camisola a tapar o nariz, que o segurava no banho com toda a segurança do mundo, protegendo-o de tudo e de todos.
Um pai com uma paciência gigante, que ficava horas e horas a dar-lhe festinhas quando o Martim não conseguia dormir.
Um pai que mesmo estando longe consegue estar sempre perto. Se pudesse escolher um pai para o meu filho escolhia-te a ti.

Obrigada meu amor. Feliz dia do Pai.

You may also like

Leave a Comment